Voltar

ixat: chegou a Portugal o serviço de moto-táxi

Imagens de Marca 07-Out-2022

A startup nacional nasce com o objetivo de ajudar os portugueses a evitarem os engarrafamentos rodoviários das cidades, através do moto-táxi. Para já o serviço irá estar disponível em Lisboa, Porto e Algarve, mas a ideia passa por expandir gradualmente a todos os distritos continentais.

 

Dada a conhecer hoje na cidade do Porto, a novidade conta com uma aplicação que já está em funcionamento em android e ios. A ixat (táxi ao contrário) teve até ao momento um investimento superior a 100 mil euros e apresenta-se como a “única plataforma portuguesa, assumindo-se também como a mais económica e que apresenta maiores benefícios para os motoristas”. Na aplicação há ainda espaço para as marcas associadas da startup através da oferta de descontos, como é o caso da loja online de vestuário SHE by Jlo, do operador turístico Cenários D´Ouro ou da Silence, distribuidor oficial de motociclos 100% elétricos.

 

Tiago Lousada, um dos fundadores desta startup, refere que esta é a app “que cobra a comissão mais baixa do mercado”, o que permite “aumentar a rentabilidade dos motoristas e cobrar menos aos utilizadores”.

 

“É a única plataforma que disponibiliza motas com condutor, com os segmentos de Maxi Scooter e Turismo, sendo a maioria 100% elétricas, as nossas Green Go”, explica, em comunicado, Pedro Marques, empresário aveirense que investiu no projeto.

 

O Imagens de Marca teve a oportunidade de conversar com Tiago Lousada que explicou que a ideia surgiu no verão de 2021 quando percebeu as dificuldades de muitos clientes para conseguirem um TVDE na azáfama das grandes cidades. Questionou vários motoristas que explicaram porque cancelavam os serviços e foi aí que surgiu a oportunidade. É por isso que neste arranque da ixat, além do serviço de moto-táxi irá ser disponibilizado também um serviço de estafeta.

 

“Queríamos entrar no mercado com um elemento diferenciador, inovador no País, que nos garantisse a rapidez de chegada ao destino que muitos clientes procuram, sempre no cumprimento das regras de segurança rodoviária”, reforçam Tiago Lousada e Elisabete Anjos Oliveira, outra das fundadoras.

 

 

Ao IM, Tiago explicou que todos os motoristas têm de ter mais de 25 anos e três anos de carta. Será concedido um capacete para o passageiro, devidamente desinfetado a cada utilização. Há também espaço para a colocação de malas. Os utilizadores deste serviço terão de ter mais de 16 anos. Até ao final do ano seguir-se-á a entrada da ixat noutros nichos de mercado.

 

Fonte: Imagens de Marca